Monday, December 31, 2007

o meu heroi


Subscribe Free
Add to my Page


vai fazer 10 anos em 2008
eh uma musica com um significado muito especial
a primeira vez que senti a "minha" musica debaixo dos meus dedos
quer dizer
eh por aqui
este, sou eu
falo de uma magia indizivel depois de anos ah procura de algo
tem a ver com ressonancia
aquelas coisas que acontecem varias vezes na vida
um quadro do Turner
a paixao segundo s. mateus do bach
o "levantado do chao" do saramago
a "Rita", a unica gata que foi a minha gata
a minha (ex) casa

tem a ver com procura, muitas vezes inconsciente
tem, obviamente a ver com o piano (instrumento)
as eternas quezilias com ele, comigo, com os defeitos e contrafeitos das minhas maos
o quarto dedo...como se toca um acorde...como ouvir mais uma nota quando se tocam 10 simultaneamente

e tem a ver com pessoas
o meu verdadeiro mundo
os meus entes queridos
essa arte verdadeira de os ter comigo
dentro de mim

o heroi, esse fica para mim
todos podem adivinhar quem eh

feliz 2008
beijos para todos

Monday, December 24, 2007

natal

comecei por nem saber quem era
ainda nao sei

nao me lembro o que terei comecado
ao que parece
tambem ninguem se lembra

a espacos supuz que estava certo
errado

gostava de conseguir descansar, podar os meus tramites
volver ao nao sou

nao posso

tambem nao quero
falta a coragem
o conseguir integrar
a maldita obdiencia ao acordar cedo

eh natal outra vez
conta-se

falta o amor
jah nao se diz...

Thursday, November 29, 2007

Partilhar leituras

"As coisas mais bonitas que tenho escrito
nao tem interessado grandemente os outros.
Certamente eh porque nao as escrevi bem.
Mas eh tambem porque as coisas que escrevo
jah os outros as descobriram antes de mim.
Ora, o poeta justamente, nao eh o sabio: o que
veh mais fundo; nem eh o que diz melhor: esse eh
o musico. O poeta eh o que descobre. Isto eh, o que veh
primeiro."


...e ainda


"A vocacao, lugar de liberdade; sendo unica
para cada um, eh o que de mais solitario a comunhao
nos pede. Apesar disso, ou por causa disso, a diversidade
de caminhos que faz da vida o caminho comum eh encontro mais
do que chao dividido. Entre cada liberdade permanece o modo
singular, a partilha, e a felicidade de ser-se verdadeiro.
E depois de tudo, ou atraves de tudo, hah a saudade, que eh a ponte
que fica - pela ternura suspensa e atravessavel - entre o ter perdido
e o ainda possuir."


Daniel Faria in "O Livro do Joaquim"

Monday, October 22, 2007

os monstros sao assim

Saturday, October 13, 2007

resta pensar

talvez seja o meu egoismo
como se o que sinto fosse mais importante do que o resto

o resto
os outros

chegados, proximos, desconhecidos
este egoismo da chamada para que algo mude
estou farto de mudar
de sitio, de coisas, de cheiros
um egoismo que me impede de sentir que pertenco
que estou nos outros que gostam de mim
no fundo esta solidao estah comigo

nada me serve

parece que perdi o sentido de que a vida tem algo para dizer
parece sempre um embuste
para que serve ter percebido tanto
saber tanto sobre tantos assuntos
parece que no fundo soh conheco a minha realidade
estas novas ruas, o frio, os mesmos canais de TV que nada me dizem
o mundo que continua plena e serenamente no caminho errado
esta subita sensacao de "big brother"
parece servir a todos

eh como o inverso do verso
os politicos sao o problema
mas o problema nao sao os politicos
soh parece haver o problema
resta saber qual

resta pensar

Sunday, October 7, 2007

titi

no fim senti-te como se finalmente o amor sorrisse ficam as tuas amigas o nosso elo por quem foste e eu sou sei que entendeste que perserveraste assusta-me ainda o teu sentir do mundo o que viste e tiveste que ver a quem ajudaste a sobreviver com a frieza do serio e importante os fios de vida que ataste descansa agora como se a morte fosse soh um sopro de vida lembro aquele dia em que me ouviste sentada ao lado do piano toquei para ti pelo orgulho de poder partilhar contigo estavas linda como sempre fica linda agora tambem no fim

digo isto sem poder respirar

Subscribe Free
Add to my Page

Thursday, September 20, 2007

nao pensar

nao ver
nao sentir
esquecer o nao

nao posso aqui
nao posso voltar
nao me encontro
esquecer o sim

nao faz mal
nao quero saber
nao te vejo
nulidade assombrada

nao vou, nao fico, nao estou
desculpa o numero
enganei-me
fica bem

Monday, August 20, 2007

scarlatti



A minha irmah colocou aqui o Arturo Benedetti novissimo a tocar uma sonata do Scarlatti. Confesso que nunca fui entusiasta deste referendissimo pianista por gosto pessoal. Nao gosto de o ouvir a tocar piano e a culpa eh minha. O meu gosto eh diferente, nem o sei explicar, mas posso dizer que adoro a Maria Joao Pires a tocar Mozart, Beethoven e um unico disco que conheco dela a tocar Bach (suites francesas e inglesas - da Decca) que sao perolas, mas os noturnos de Chopin por ela, sao, para mim, pior que cuspir na sopa. Perdoem-me a franqueza mas eh mesmo assim.

Por razoes que agora nao interessa mencionar fiquei a conhecer um pianista de nome Dubravka Tomsic que toca estas 13 sonatas do Scarlatti. Quer dizer, deram-me este disco, cuja imagem reproduzo. Encontrei este link no Amazon que deixa cheirar o disco e, mesmo assim, vale a pena ouvir. Depois eh soh comprar, o que aconselho vivamente.

Resta saber de onde vem este gosto, como pode alguem que toca piano como a noite fazer-me derreter num disco e vomitar noutro.

Talvez seja um bom comeco de conversa...


Thursday, August 9, 2007

intervalo

jah nao esvrevo aqui ah algum tempo
percebe-se pelos "agahs" a mais que estou fora
eh uma forma de colocar acentos pelo que se torna estranho de ler
nao eh a primeira vez que estou abroad por isso jah me tinha habituado a escrever assim
resta saber o que dizer
o subconsciente estah sobrecarregado de estilhacos
jah sonho em ingles e ele nao gosta nada
ainda tenho a vida de volta a comecar
falta acentar
poder cozinhar
fumar um cigarro ah frente do computador
tempo para lembrar coisas de partilhar
relacionalas com este ou aquele video
esta ou outra foto
houve gente de quem nao me despedi
gente a quem nem sequer disse nada
ainda tenho muita musica para colocar nos meus sitios habituais
ainda falta o computador, a internet
faltam acima de tudo os amigos
aqui
estao comigo mas nao posso sair para tomar cafeh com eles
assim que puder volto aqui
ateh haj

Saturday, July 14, 2007

somewhere

http://www.youtube.com/watch?v=TzXLdN7-BIE

agora inglaterra outra vez
nao sei como vai ser
os teclados nao tem acentos

deixo-vos este video absolutamente imperdivel com a Shirley Bassey
a musica do west side story desse monstro que dah pelo nome de Leonard Bernstein

estou, talvez de vez, em terras de sua majestade
vou viver para southampton onde nunca estive

vou tentar ficar sempre aqui, na net
a falar convosco e a deixar cah a musica, a minha claro
e nunca perder o portugues, a minha lingua

estarei sempre ah espera de noticias de todos voces

beijos

Monday, July 9, 2007

familia

hoje fomos juntos
não tinhamos culpa
não a sentimos
nem a substivemos
estivemos
a mãe connosco
e nós
sobre tudo
mágico
depois de todas as sumidades que escolhemos
Carlos Paredes, Elis Regina e o Bach
(ordem aleatória)
isto, estas escolhas, são um fruto de uma mãe que esteve sempre presente
pertence a uma sabedoria que eu diria sublime
Porque sublimar é também deixar viver, quando se sabe que o objecto da educação é o próprio futuro da própria educação

Olá Pico

Thursday, July 5, 2007

ao pedro

o amor partiu
ainda
tanto tempo a partir
vou com ele ao colo
perdido num mundo que podia ser só nosso
que não chega a existir
esse lugar onde podia dormir
seguro
contigo
se um dia me nascer outro
amor
queria-o para ti também
para dormires
seguro

Wednesday, July 4, 2007

Thursday, June 21, 2007

something

estava a minha irmã a falar dos beatles aqui e a queixar-se que não encontrava o something
não estava a falar deste something, mas na minha modesta opinião este vale um trilião de vezes o original
eis a DIVA

Wednesday, June 20, 2007

hetero

para quem não viu, hetero foi uma peça da responsabilidade do Teatro Plástico, levada à cena no agora "saudoso" rivoli em que fui convidado para fazer a sonoplastia e a música original
entrou também purcell
foi no grande auditório e teve casa cheia na estreia e 800 espectadores nos dois "únicos" dias em que pôde estar em cena
para que se saiba, nunca foi fácil trabalhar com a culturporto, aliás reponsável por imensas mediocridades em muitos anos de tachos e amigos a que assisti
a única coisa que o La Féria disse com razão foi que o rivoli tinha um material obsoleto
algo que pessoas como Isabel Alves Costa não poderia ignorar, uma vez que ainda o rivoli era um buraco só com paredes, numa entrevista para o lugar de técnico de som, eu lhe disse isso mesmo quando soube o que iam lá pôr e (especialmente) como
este inenarrável episódio de Rui Rio com o rivoli fica-lhe a matar (vide corridas de carros a foder a boavista)
não concordo com o que fez com a culturporto (como o fez) embora concordasse com a varridela justa e necessária dos até aí sentados e que muito impediram que se fizesse pala cultura da cidade (são outros assuntos)
chateia-me sobretudo tentar perceber porque meteram o Cristo ao barulho
a propósito duas das músicas que fiz para o "hetero" deixei aqui para partilhar
de referir que as nomeei de acordo com a peça e não por alguma razão mórbida

Saturday, June 9, 2007

senhores da minha adolescência (última)

resume-se a isto
acabei de ver, pela primeira vez, imagens do que todos os ingleses com 54 anos viram quando tinham entre 18 e 23 anos
eu tinha 10, quando ouvi esta música pela primeira vez e me siderou
tinha 10 também quando comprei o "selling england by the pound"
agora as imagens não me dizem nada, os meios televisivos eram paupérrimos,
são imagens que até estragam as memórias auditivas, tinha algo de mais grandioso (o que quer que isso queira dizer) na cabeça, à época
depois conheci o grandioso nas imagens e fica este fosso

a "cave" da adolescência

senhores da minha adolescência II

este é um hino do meu antigo tempo que me doi por achar perfeito o que não é perfeito. o bach também é um hino a tudo e (ia a dizer que não é perfeito) mas desconfio

senhores da minha adolescência

comprei o primeiro disco dos genesis com 10 anos, chamava-se "seeling england by the pound"

Thursday, May 31, 2007

coisas que me tocam

o homem no corpo da mulher
puxou todo o dia o arado
do choro dela
beberam os bois
e à noite
morreram ao seu lado

daniel faria
in - "explicação das árvores e outros animais"


agora és um animal que pensa
amanhã um animal que dorme
mas tens uma noite inteira para dormires do mesmo lado

hoje és um dia que começa outra vez
como se hoje pudesses plantar o dia que não acaba
um animal que come a sombra diurna daquilo que é pensado

és um alimento
agora és um alimento que dorme
do mesmo lado da mão direita de quem colhe

como se hoje pudesses plantar-te no que frutifica
e igualares-te no silêncio a uma pedra fechada
uma pedra em sua natureza humilde de coisa que vive
em seu mistério de coisa que sem sementes se propaga

agora és um animal que se propaga no sono
que pesa menos do que o sonho ou um pássaro
um animal que se eleva em seu instinto de máquina

és agora um máquina montada para a morte
uma avaria dentro dela que lentamente desgasta
e fabricas um homem que se afasta

do mundo

daniel faria
in - "homens que são como lugares mal situados"

Sunday, May 27, 2007

dos meus 20 anos

passeio a memória subconsciente numa pacata tarde de domingo
essas memórias que os dedos traduzem no piano, sentam-se numa pequena música composta aos 20 anos
não sei o que me faz tocar isto
para mim isso já é assunto
arrisco partilhar isso aqui
nunca nomeei

a mão da foto já tem 43
muitos caminhos percorreram as mãos desde a altura que fiz esta música


não encontro bem o caminho entre esta música e as outras que lhe seguem tantos anos depois
o subconsciente diz que sim, que é dele, que é o mesmo

será?

Wednesday, May 23, 2007

"La Pianiste"


(sem palavras)

Saturday, May 19, 2007

jerusalem


no meu subconsciente está gravada esta música
por acaso começa com um orgão Hammond e é tocada pelos Emerson Lake & Palmer, fui procurar para partilhar e encontrei esta pérola
serve ao meu subconsciente...

Thursday, May 17, 2007

mad leine

hoje não houve notícias
a pobre da criança inglesa não tem descanso nem fora do inferno para onde alguém a levou
basta uma vez para sentir a dor indizivel dos pais que a perderam
e eles com horas, horas, horas de terror televisivo, ele é especialistas do foro psiquiatrico, especialistas de especialistas de jornais, especialistas de especialistas da especialidade
que mais não fazem (não sei a troco de k) do que tentar especular sobre o que é o mais óbvio dos segredos,
a investigação em si.
haja decoro!